Perfumista Master da Ginger Fabiano Ramos

No processo criativo de uma fragrância, o perfumista é convidado a explorar infinitas possibilidades de criações, que o permitem desenvolver fórmulas únicas. Esse resultado é fruto de diversas combinações de matérias-primas, sejam elas naturais ou sintéticas, que podem chegar a uma paleta de mais de 4.500 opções!

Dentro dessas fórmulas, portanto, existem diversos ingredientes que, juntos, resultam em composição aromática particular, que é classificada através de uma pirâmide olfativa, dividida em suas principais notas. O Perfumista Master da Ginger, Fabiano Ramos, explicou as características de cada grupo. Acompanhe.

 

O que é Pirâmide Olfativa?

A pirâmide olfativa é uma ferramenta que permite compreender e avaliar a  estrutura de uma fragrância e representa a evolução das características de um perfume durante o tempo de uso. “A pirâmide olfativa de um perfume mostra a  relação dos principais ingredientes da composição e sua ordem de evolução olfativa, que podem ser descritas entre notas de Cabeça, Corpo e Fundo”, explica o perfumista. Esses grupos são classificados a partir do peso molecular de cada nota.

Classificação

Nota de cabeça (ou notas de topo ou notas de saída)

As notas de cabeça, conhecidas também como topo ou de saída, são aquelas que são percebidas imediatamente após a aplicação do perfume. “As moléculas das notas de cabeça são mais voláteis e elas são responsáveis por cativar logo no primeiro momento. São, por exemplo, as notas cítricas, aquáticas e verdes, que são frescas e evaporam rapidamente”, afirma Fabiano.

 

Nota de coração (ou notas de meio ou notas de corpo)

Com um peso molecular um pouco maior, essas notas aparecem com maior evidência após alguns minutos da aplicação da fragrância na pele. “As notas de coração dão personalidade ao perfume. São a alma da fragrância e mais duradouras do que a nota de saída, como as florais e frutadas”, conta.

Nota de fundo (base ou fixação)

Composta pelas moléculas mais intensas e pesadas, essas notas representam o aroma de longa duração. “As notas de fundo geram lasting e agregam personalidade e exclusividade à criação, como o musk, as amadeiradas e o âmbar, por exemplo”, lembra o perfumista.

 

Como classificar?

A separação das notas em cada grupo não é tão simples como parece, porque elas não se limitam a uma única classificação. “Depois da aplicação do perfume, as notas se complementam e aparecem ora mais intensa, ora mais delicada. Ou seja, a combinação de notas permite que a fragrância evolua com o tempo”, finaliza Fabiano.